Indígenas enfrentam desafios para conquistar diploma de curso superior

    Teve festa na aldeia da etnia Gavião Parkatêjê no Pará quando Japupramti Parketge obteve nota suficiente para ingressar no curso de direito da Universidade do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) em 2012.

    A alegria de ter conseguido uma boa note no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi substituída pelo medo ao chegar a Marabá (PA), onde fica o campus da universidade. "No começo foi muito difícil porque eu sempre estudei  na escola da aldeia e foi como um choque. Eu nunca tinha morado na cidade. Eu ia todos os dias da aldeia para a aula e percorria a distância de 100 quilomêtros. Não entendia muita coisa que os professores falavam. Pensei em desistir."

    O relato de Japupramti não é um caso isolado. O ingresso de indígenas no ensino superior é difícil e, mesmo aqueles que conseguem entrar na universidade, enfrentam desafios que tornam o caminho em busca do diploma bem tortuoso.

Notícia completa no link: http://tnh1.ne10.uol.com.br/noticia/educacao/2015/10/28/333007/indigenas-enfrentam-desafios-para-conquistar-diploma-de-curso-superior

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!